Floradas

O Estado do Piauí conta com quarto classes de vegetação: caatinga, cerrado, mata de cocais e floresta.

- Caatinga: tem sua ocorrência em ambientes de clima tropical semiárido. Os vegetais da caatinga apresentam adaptações a esse ambiente. Têm folhas grossas e pequenas, muitas delas com forma de espinhos, que perdem pouca água pela transpiração. Registrada em todo o estado, principalmente no sul e sudeste; é composta por cactos, arbustos e árvores de pequeno porte.

- Cerrado: estende-se nas porções sudoeste e norte do estado; apresenta os característicos arbustos e árvores retorcidas e algumas gramíneas cobrindo o solo.

- Floresta: encontrada ao longo do Vale do Parnaíba; é composta por palmeiras, principalmente espécies como carnaúba, babaçu e buriti. Essas espécies também podem ser encontradas no cerrado e na mata de cocais.

- Mata de cocais: vegetação predominante entre a Amazônia e a caatinga, nos estados do Maranhão, Piauí e norte do Tocantins. No Piauí, predominam as palmeiras babaçu e carnaúba, além do buriti.

A vegetação predominante no sul-sudoeste é a dos cerrados ou savanas, constituída de elementos de pequeno porte, de tronco tortuoso, revestimento espesso e folhas geralmente duras e ásperas. No trecho central ocorre uma vegetação de transição, em que se misturam elementos dos cerrados e outros sujeitos às imposições climáticas de menores volumes de chuva, associadas à vegetação da caatinga, típica do semiárido. No sudeste e leste com enclaves no norte, predominam os elementos da vegetação da caatinga, na qual se destacam as leguminosas e as cactáceas, todas em geral providas de espinhos. Na margem do rio Parnaíba, a partir do município de Regeneração e se estendendo até as proximidades de Buriti dos Lopes, desenvolve-se a vegetação decidual mista, onde predomina o babaçu.

No Estado do Piauí, o carrasco, o cerrado e a caatinga se interpenetram em diversos pontos de contato, tornando-se difícil estabelecer limites razoáveis entre tais tipos de vegetação. São nessas áreas de transição que os fatores climáticos, geomorfológicos e edáficos tomam maior importância, determinando a distribuição das espécies ali representadas. Um exemplo da influência desses fatores na vegetação pode ser observado no sudeste do Piauí, onde ocorrem formações caducifólias espinhosas (caatinga) em áreas sedimentares e em terrenos cristalinos.

Marmeleiro

Fato de piaba, Pipoca de galinha

Favela

Fedegoso

Feijão

Folha de Veludo

Guabiraba

Gitirana ou retirana ou jitirana

Guaxumã

João Mole

Jatobá

Juazeiro

Jurema branca

Jurema preta

Jurema vermelha

Jurubeba

Jacarandá

Jureminha

Leucena

Maria preta

Espinheiro, Jacurutu, Calumbim

Enxerco ou Enxerto